Comrades Marathon

Comrades Marathon

No próximo dia 4 de junho, para comemorar os 92 anos do evento, 21.433 mil atletas largam em Durban, região litorânea, no Sahara Stadiun em Kingsmead, em direção a Pietermaritzburg, cidade do interior da África do Sul. À cada ano o sentido é invertido.

A largada é pontualmente às 5h30 horas da manhã, ao som do canto do galo (que é o sinal de partida).
O tempo limite para completar o trajeto é de 12 horas.

Tudo começou no dia 24 de maio de 1921, onde apenas 34 corredores deram início à aventura. O vencedor foi o sul-africano Bill Rowan com 8h59min. Considerada a corrida mais difícil do mundo, Comrades (significa amigos em africâner, um dos onze idiomas oficiais) se destaca pelo duro trajeto de 89 quilômetros, dos quais 84 quilômetros são em subidas.

O ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela (1994 a 1999)  prêmio Nobel da Paz em 1993, por vários anos foi presença marcante na linha de chegada, sempre alegre e vibrando com sua dança típica.

O recorde no circuito em descida foi estabelecido no ano passado pelo sul-africano David Gatebe, com 5h18min19, média de 3’35 por quilometro. Já o recorde em subida, pertence ao russo Leonid Shvetsov com  5h24min49, média de 3’38 por quilometro conquistado no ano de 2008. Stephen Muzhingi, do Zimbábue, foi o primeiro não Sul Africano a vencer a prova em 2009 (5h23min27), em 2010 (5h29min01) e 2011 (5h32min45), igualando três vitórias consecutivas de Bruce Fordyce (1981, 1982 e 1983). Fordyce é considerado um herói na África do Sul com 9 vitórias (1981 a 1988 e 1990).

Entre as mulheres as gêmeas russas Elena Nurgalieva com oito vitórias, 2003, 2004, 2006, 2008, 2010, 2011, 2012 e 2013 e Olesya Nurgalieva, com duas vitórias, em 2007 com 6h10min11 e 2009 com 6h12min08. Dez títulos no total.

Elena Nurgalieva tem o recorde em subida com 6h09min23seg, média de 4’09 por quilometro estabelecido em 2006. Em descida, pertence a Frith Van Der Merwe, da África do Sul, com 5h54min43, média de 3’59 por quilometro, no ano de 1989.

O segundo melhor resultado é da americana Ann Trason, com 5h58min24, estabelecido no ano de 1997 (circuito em descida). Na ocasião, acompanhei o desempenho de Trason, no carro madrinha (com relógio que vai a frente dos líderes), junto com a equipe organizadora da corrida mais famosa da África do Sul.

Em 1997, Márcio Milan, diretor do Grupo Pão de Açúcar, aos 48 anos de idade foi o primeiro brasileiro, em 76 anos, a vencer este desafio, concluindo o percurso em 9h55min, média de 6min36 por quilometro.

 

 

Deixe uma resposta